Pôr-do-sol

Pôr-do-sol
Lá vou eu, em mais um final de tarde atraente, atrás do por-do-sol, receber suas cores na minha mente. Cidade de Videira - SC

domingo, 12 de junho de 2011

Cidade de Videira SC - SUBLIME AMOR

Sublime Amor

Ainda hoje,
minha pequena Videira,
quando piso no teu solo fértil,
sinto o forte desejo de alvorecer
com as nossas floridas roseiras.

E é nesse instante inaudito,
que o fecundo orvalho das rosas
borrifa a fragrância da ternura
no interior da minha vida amorosa.
E rejubila-me de ventura

Linda e serena menina.
Em todo tempo, as rosas me revelam,
no primeiro momento da aurora,
que és a mais calorosa das cidades vizinhas
do meio-oeste de Santa Catarina.

E mais ainda,
és uma rosa de meu sonho.
Uma realidade que proclamo.
Uma rosa que eu amo.

Ainda hoje, não sei
o que mais me fascina:
admirar as fulgentes estrelas
repousarem nos teus rios e cascatas;
caminhar por tuas saudosas vinhas;
aspirar a paz as tuas inocentes matas;
ou cortejar tuas indescritíveis colinas.

Mas sei que continuarei
versejando, com sutileza,
o meu sublime amor por minha flor de lis
e pelos atrativos da tua natureza...
Pulsando em meu coração feliz.

Com paciência e desvelo,
vou construindo minha estrada,
para bem-viver, lado a lado, esse cândido elo
com as minhas rosas tão amadas.

Sanches Figueiredo
Rio de Janeiro - RJ

7 comentários:

  1. Sanches.

    Adorei essa poesia e também a foto, ambas ficaram lindas.

    Obrigada.

    Marga

    ResponderExcluir
  2. Cara que foto maneira, mostrando bem o outro lado da cidade e nao sempre mostrando o centro ou a matriz.
    Valeu

    ResponderExcluir
  3. Caro Julio Cesar

    Que bom que você gostou da foto. Aliás, outros videirenses também acharam maneira e fizeram o mesmo comentário. Lamento que você não tenha comentando sobre o poema. Cabe-me informar que sou do Rio de Janeiro, mas amo a cidade de Videira.
    Sanches Figueiredo

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde! Sinceramente? Videira merece um carinho carioca, nossa cidade é linda, e a poesia é maravilhosa...parabéns poeta e bem vindo sempre a terrinha da uva...bjs ternos

    ResponderExcluir
  5. Marilena, obrigado pela visita e pelo comentário. Sempre que posso contemplo a terna cidade de Videira, através da poesia. O que me levou a escrever "Dois Amores" "Onde Estão as Roseiras" "Sol da Alvorada" e vários outros poemas.

    ResponderExcluir
  6. Oi, sou Alexsandro poeta do blog (http://alecsandreo.blogspot.com.br/)
    sou natural de Videira, achei linda sua poesia, como videirense sinto feliz de sua poesia sobre nossa cidade. obrigado, forte abraço.

    ResponderExcluir
  7. Belíssima poesia. Moro em Videira há pouco tempo e já admiro a cidade. Gostei particularmente da foto, que completa a poesia com seu olhar clínico sobre uma área não muito fotografada da cidade. Parabéns, também, ao fotógrafo!

    ResponderExcluir